TED + TEDWomen 2019

Em 2019, cobri dois grandes eventos do TED: o principal em Vancouver e o de Palm Springs, dedicado às mulheres. O primeiro cobri para a Folha de S.Paulo pelo oitavo ano, e o segundo para o Uol. Foi minha estreia no TEDWomen, adorei. Seguem alguns destaques.

Projeto de filantropia do TED arrecada mais de R$ 2,6 bilhões em um ano

ted44

Chris Anderson e Anna Verghese na conferência TED 2019 – Foto: Bret Hartman/TED

A inglesa Anna Verghese tem em suas mãos alguns dos maiores problemas da humanidade. Mas aparentemente ela conhece um pessoal com potencial de resolvê-los: empreendedores sociais com ideias visionárias.

Seu trabalho é “apenas” conseguir conectá-los com os doadores mais generosos e ricos do planeta. Continua aqui.

Americano cria app para registrar violência policial após perder namorado em blitz

Os americanos interagem com a polícia mais de 60 milhões de vezes ao ano. E, para o ativista e engenheiro Brandon Anderson, pouca gente entende como essas interações podem impactar a vida das pessoas, até ser tarde demais. Como foi o seu caso ao perder o namorado, morto por um policial numa blitz de rotina. Continua aqui.

Doar dinheiro traz felicidade, mas não qualquer tipo de doação, diz pesquisadora

dunn

Elizabeth Dunn participa da conferência TED 2019 em Vancouver, no Canadá – Foto: Bret Hartman/ TED

A pesquisadora canadense Elizabeth Dunn se especializou em felicidade e descobriu que somos mais felizes quando abrimos a carteira para ajudar o próximo.

Mas logo notou um problema: ela mesma não se sentia nada melhor ao doar dinheiro para uma instituição de caridade e, portanto, passou a duvidar de suas próprias conclusões acadêmicas. Continua aqui.

‘Não sabia que eu não era normal’, diz Hannah Gadsby, de ‘Nanette’

Se alguém ainda duvidasse que o programa de Hannah Gadsby na Netflix, “Nanette”, era ou não comédia stand-up, a australiana veio explicar que, de fato, não era mesmo. E se alguém ainda pensava que ela ia se aposentar do humor, ela provou que não, não vai mesmo.

Gadsby participou do evento de palestras TED, quer a descrevia como “comediante séria”. Faz sentido: em “Nanette”, seu especial de 2018, ela faz rir ao contar sobre sua dificuldade de crescer lésbica numa cidade conservadora, mas muda radicalmente de tom no meio do caminho para fazer um manifesto anti-comédia e contar que sofreu muitos abusos e até estupro por ser gay. Continua aqui.

‘Elon Musk do mar’, explorador americano vai ao ponto mais profundo do Atlântico

Mais pessoas já visitaram o espaço do que os pontos mais profundos de nossos oceanos. Mas o explorador americano Victor Vescovo quer mudar isso com seu submarino de US$ 50 milhões (cerca de R$ 195 milhões), com o qual foi o primeiro a atingir o ponto mais profundo do Atlântico, em dezembro.

Em fevereiro, ele também foi o primeiro a atingir o fundo do oceano sul da Antártica e, três semanas atrás, desceu até as profundezas do oceano Índico, a mais de 7 mil metros. Pelo caminho, cruzou com criaturas que acredita nunca antes terem sido vistas pelo homem. Continua aqui.

Botão like do Twitter é um erro, diz cofundador

Se pudesse relançar o Twitter hoje, seu cofundador Jack Dorsey disse neste terça (16) que não incluiria o botão de like nem daria ênfase aos retuítes e ao número de seguidores que cada usuário exibe em sua página pessoal. Continua aqui.

Adesivo criado por estudante traduz comandos por pensamento

teddd

Arnav Kapur no TED 2019. Foto: Divulgação

Os computadores estão ficando cada vez mais poderosos e cada vez menores, tanto que hoje os levamos no bolso da calça, na forma de celulares. Mas, para o jovem engenheiro indiano Arnav Kapur, as máquinas vão ficar tão pequenas que vão sumir em nossos próprios corpos.

Kapur, 24 anos, é o engenheiro-chefe do AlterEgo, um dispositivo de inteligência artificial que funciona atrás da orelha, como um adesivo transparente. O aparelho é capaz de traduzir para comandos de computador os sinais de fala interna do usuário, sem a necessidade de usar a voz. Continua aqui.

Dormir pouco pode causar de alzheimer a testículos menores, diz cientista

15559764295cbe50edd7b7c_1555976429_3x2_lg

Matthew Walker no TED 2019, em Vancouver. Foto: Divulgação.

Vai deixar para dormir quando morrer? Para Matthew Walker, tal conselho pode ser mortal. O pesquisador britânico e professor de neurociência e psicologia apresentou na quinta (18) uma série de pesquisas que ligam a privação do sono a inúmeros problemas de saúde, incluindo tumores, mal de Alzheimer e ataques do coração.

O pesquisador diz que é hora de reivindicar nosso direito de dormir direito sem sentir vergonha ou ser chamado de preguiçoso. “É uma epidemia silenciosa que está se tornando rapidamente um dos maiores problemas de saúde pública do século 21.” Continua aqui.

Grupo com Joaquin Phoenix, Al Gore e ex-premiê do Butão lança ação pelo clima

Um grupo eclético de líderes mundiais que inclui um ex-premiê do Butão Tshering Tobgay, o ativista Al Gore e o ator Joaquin Phoenix, reuniu-se na quarta (4) para lançar iniciativa ambiciosa contra o aquecimento global: zerar as emissões de carbono no planeta até 2050.

A iniciativa chamada Countdown (contagem regressiva) está sendo organizada pelo TED, organização sem fins lucrativos famosa pelas palestras sobre grandes ideais, e pela Future Stewards, uma aliança de associações liderada por Christiana Figueres, ex-secretária-geral da agência da ONU para mudanças climáticas e principal arquiteta do Acordo de Paris. Continua aqui.

TEDWOMEN – Palm Springs 2019

Ela salvou 900 mil kg de comida: ativista combate desperdício com app

jamins

Jasmine Crowe no TEDWomen. Foto: Divulgação.

Em nove anos, a ativista americana Jasmine Crowe servia comida aos sem-teto de Atlanta, no estado americano da Geórgia. Nesse meio tempo, percebeu que o combate à fome tem sido feito de maneira errada e que o problema não é uma questão de escassez de comida, e sim de logística. Ela resolveu então criar um aplicativo para ser uma solução. Continua no Tilt Uol.

Mãe convence filha a assinar contrato para controlar dados pessoais

A empresária e investidora chinesa Jennifer Zhu Scott, eleita uma das 50 mulheres mais poderosas do mundo da tecnologia pela “Forbes” em 2018, tinha dúvidas sobre dar um celular para suas duas filhas quando completaram dez anos. Ela e o marido cederam, mas com um porém: fizeram as pequenas assinarem um acordo de três páginas. Continua no Tilt Uol.

“Homens precisam aprender a se desculpar”, diz ativista Eve Ensler

eve-1575577832688_v2_900x506

Eve Ensler no TEDWomen. Foto: Divulgação

A dramaturga, ativista e feminista americana Eve Ensler passou as últimas duas décadas viajando o mundo e denunciando homens por abusos sexuais e violência contra mulheres. Recentemente, percebeu que é preciso fazer algo ainda mais difícil: descobrir um jeito de trazê-los para perto. Continua na Universa Uol.

Stalkerware: como app espião difícil de achar prejudica mais as mulheres

A pesquisadora de segurança americana Eva Galperin passou anos analisando formas de espionagem praticadas por governos contra ativistas, advogados e cientistas. Até que um dia percebeu que um espião morava ao lado, no seu escritório: um colega parceiro de pesquisa usava ferramentas parecidas para abusar e chantagear diversas mulheres. Continua no Tilt Uol.

“Homem é a fonte menos confiável para aprender sobre sexo”, diz médica

gunter

A médica Jen Gunter. Foto: Divulgação

A médica Jen Gunter é tão onipresente na internet que ganhou o apelido de “a ginecologista residente do Twitter”. Não à toa, resolveu escrever uma bíblia, ou melhor, um livro com textos didáticos para combater os mitos e espalhar conhecimento sobre a saúde da mulher.

O livro “A Bíblia da Vagina” (ainda sem editora, deve ser lançado no Brasil em 2020) dá uma aula de anatomia sobre vagina e vulva, explica que ponto G não existe, nem mesmo toxinas vaginais que precisam ser purificadas. Fala sobre vacina de HPV, a função dos pelos, a origem misteriosa do hímen e alimentação. Continua na Universa Uol.

“Estou pensando no Brasil”, diz Jane Fonda em ação contra crise ambiental

“As pessoas precisam se reunir em exércitos para defender o meio ambiente, para tomar as ruas, para fechar governos se necessário. E estou pensando no Brasil nesse momento”, disse Fonda no TEDWomen, um evento de palestras que aconteceu em Palm Springs, no sul da Califórnia, EUA, no último dia 5. “Não podemos permitir a queimada das nossas florestas preciosas.” Continua no Ecoa Uol.

Leia também sobre minha cobertura do TED 2018

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s