País do Trump/ Trump Country

A editora de Mundo da Folha de S.Paulo me mandou para o comício de Donald Trump, em Las Vegas, em setembro de 2018. Foi uma experiência interessante. Trump tem rendido boas matérias por aqui. A seguir, algumas recentes.

img_20180920_201700

Comício trumpista em Las Vegas tem malhação da imprensa e euforia

No começo, parece um show de rock. Ou talvez de country, já que estamos em Las Vegas, cidade que adora um rodeio. Todo mundo quer ver seu ídolo, tirar fotos, filmá-lo entrando, acenando. Todo mundo é amigo, passa perrengue junto na fila, troca sorrisos e gentilezas.

Até que o show começa e o herói abre a boca. Ele ataca seus adversários, e os fãs vão à loucura. Ele também xinga a imprensa uma, duas, três, quatro vezes. O show vira uma inquisição e há muito ódio no ar. Leia aqui na Folha de S.Paulo.

Fotos Fernanda Ezabella

‘Melhor maneira de se rebelar é ser conservador’, diz paladino gay de Trump

Se o troll da internet se transmutasse num ser do mundo real, veríamos provavelmente a carinha angelical de Milo Yiannopoulos na capa de seu livro “Dangerous”, que chega ao Brasil pela Faro Editorial com o subtítulo “O Maior Perigo É a Censura”.

Paladino do presidente americano Donald Trump, Yiannopoulos se define como um “ícone conservador” —mas conservadores moderados têm vergonha de se aliar a seus discursos rasos. Ele aposta na persona de maldito espalhafatoso e se vangloria de ser o “palestrante mais desconvidado do ano”. Leia aqui na Folha de S.Paulo.

Em 1ª visita à Califórnia, Trump critica estado por política migratória

O presidente americano, Donald Trump, foi recebido com protestos, mas também com cartazes e gritos de apoio, em sua primeira visita à Califórnia na manhã de terça-feira.

O estado é considerado marco zero na resistência contra seu governo, em especial suas políticas de imigração, meio ambiente e legalização da maconha. Leia aqui na Folha de S.Paulo.

Executivo lança muro de brinquedo

149_chegada

Aos 45 anos, o empresário americano Brandon Vallorani já tem sete filhos e um neto. Nenhum deles, contudo, ganhou no último Natal o presente que o próprio Vallorani inventou e colocou à venda: o jogo Build the Wall [Construa o Muro].

O brinquedo possui 101 blocos de plástico cinza e é destinado a crianças com mais de 5 anos. A ideia é que elas usem as peças para fazer uma versão, digamos, lúdica da barreira que o presidente Donald Trump gostaria de erguer na fronteira entre os Estados Unidos e o México. Leia no site da revista Piauí.

 

Clubes de tiro para mulheres ganham projeção nos EUA

apu

clube de tiro indoor de Los Angeles – Foto Apu Gomes

“Respire fundo”, diz a professora numa manhã de céu azul, num campo entre montanhas no sul da Califórnia. “É como uma vinyasa de ioga”, ela continua, demonstrando movimentos combinados com sua respiração.

“Inspire, mão esquerda no peito, mão direita no coldre, dedo indicador pra cima”, ela explica, vestida de preto dos pés à cabeça, incluindo um boné com proteção para o pescoço. “Exale, tire a arma e estique os dois braços, segure com as duas mãos. Respire fundo de novo: concentre na mira. Dedo no gatilho só no momento de atirar.”

A aula faz parte do Girls Gun Club, que reúne mulheres uma ou duas vezes por mês num campo de tiro a 40 minutos de Los Angeles. Leia aqui na Folha de S.Paulo.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s