Cannabis: siga o dinheiro

IMG_20170728_073104.jpg

Dentro da ‘fábrica’ de maconha em Las Vegas (foto: Fernanda Ezabella)

Uma nova indústria cresce debaixo de nosso nariz aqui na Califórnia. Com a legalização da maconha para maiores de 21 anos no Estado, empresários e entusiastas estão saindo das sombras para celebrar seu amor à planta e fazer muito dinheiro.

Ao longo dos anos, fiz inúmeras matérias sobre o assunto para a Folha de S. Paulo. As mais recentes, pós-legalização e expectativa com o novo mercado, estão aqui abaixo.

‘Maconha virou símbolo da ganância’, diz xerife na Califórnia

O americano William F. Honsal, 44, cresceu no condado de Humboldt e viu a região famosa pelas florestas passar por diversas mudanças até virar um dos maiores produtores de maconha do mundo. Neste ano, virou xerife interino do condado e patrulha uma área na qual se estima que existam mais de 20 mil núcleos de plantações de cannabis, sendo apenas 1% legalizado e outros 5% em processo de obter licenças.

Honsal, que foi policial por 22 anos, acredita no poder medicinal da planta e está otimista com a legalização na Califórnia a partir de janeiro. Leia entrevista aqui.

Conheça o Triângulo da Esmeralda

Num casarão no extremo norte da Califórnia, o empresário Rob Schultz chega do trabalho e acende um bong de vidro com água para fumar maconha. Seu cachorro sem uma perna, Bud, circula pela sala de carpete, decorada com pinturas psicodélicas.

Num canto, uma máquina de contar dinheiro divide espaço com alguns sacos de planta seca. Schultz trabalha há mais de 25 anos com cannabis, primeiro como traficante e hoje como fazendeiro legalizado na região apelidada de Triângulo Esmeralda, responsável por mais de 80% da produção da droga nos EUA. Continua aqui…

Las Vegas ganha fazenda ultratecnológica de maconha

IMG_20170728_072923.jpg

Dentro de uma fazenda indoor de maconha (Foto: Fernanda Ezabella)

Touquinha de cabelo, proteção nos sapatos, luvas, máscara e macacão. Parece que vamos entrar numa sala de cirurgia, mas o cheiro adocicado logo entrega, após a passagem por uma pesada porta de segurança.

Estamos em uma plantação de maconha “indoor”, uma das mais tecnológicas do mundo, a 15 minutos a pé da famosa avenida de cassinos de Las Vegas, nos EUA. Continua aqui…

Mais fotos da fazenda indoor em Las Vegas

Turismo de maconha ganha fôlego nos EUA

kush

Turistas visitam estufa da Kush Tourism em Seattle(Michael Gordon/Kush Tourism)

Esqueça os cafés esfumaçados de Amsterdã. Nos EUA, a maconha virou matéria-prima de uma nova indústria bilionária em ascensão, estimulando o surgimento de produtos variados e experiências inusitadas para os setores do turismo e do bem-estar.

Turistas americanos e estrangeiros tomam conta de cidades onde o comércio floresce de forma razoavelmente organizada desde 2014, com lojas que vendem a droga em uma variedade sem fim de produtos, de pastilhas de microdosagem, chocolates finos e refrigerantes a pílulas para cólicas menstruais, géis eróticos e pomadas analgésicas.

Jantares, yoga, casamento temático e passeios de bicicleta estão entre as “experiências canábicas”. Continua aqui…

Indústria da maconha na Califórnia espera ‘boom’ pós-legalização

28129533713_af78700ef0_z

Turistas visitam loja de maconha, chamada de “dispensary” em inglês (foto Michael Gordon/Kush Tourism))

Kristi espera que sua fábrica cresça 100% em 2017. Andrew comprou uma fazenda por US$ 10 milhões (R$ 32,7 mi) e vai abrir uma terceira loja nos próximos meses. Já Troy estima que o mercado nos EUA aumente de US$ 8 bilhões (R$ 26 bi) em 2016 para US$ 23 bilhões (R$ 75 bi) em quatro anos.

Bem-vindos ao maravilhoso mundo dos negócios da maconha legalizada.

Ainda que considerada uma droga ilegal pelo governo federal, no mesmo nível que heroína, a maconha tem seu uso medicinal ou recreativo permitido em 28 Estados americanos. O maior deles, a Califórnia, legalizou-a para maiores de 21 anos em novembro, mas a venda só pode começar a partir de 2018, após discussões sobre regulamentações, impostos e emissão de licenças.

Até lá, os atuais comerciantes precisam se preparar. Continua aqui…

Produtores de maconha californianos terão segurança jurídica, mas renda menor

Andrew DeAngelo, responsável pelas operações da maior loja de maconha do mundo, começou a vender a droga em 1983, quando era ainda ilegal. O uso medicinal da planta só seria permitido na Califórnia 13 anos depois, numa campanha para a qual ele ajudou a levantar fundos.

“Sei bem como é passar de ilegal para legal. Muda seu modo de vida completamente”, disse DeAngelo, formado em artes cênicas em San Francisco, mas que dedica a vida ao ativismo da maconha e à Harborside, fundada por seu irmão em 2006 e que hoje dispõe de 200 mil pacientes cadastrados. Continua aqui…

 

Mais fotos da fazenda indoor em Las Vegas

ATENÇÃO – Vale lembrar que a planta ainda é considerada substância ilegal pelo governo federal dos EUA, no mesmo nível que a heroína. Seu uso recreativo é controverso entre médicos, que alertam para chances de dependência e a piora em quadros psiquiátricos como depressão, ansiedade e esquizofrenia.

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s