Arte no deserto do Mojave

 É preciso um bom mapa para encontrar uma das joias de Joshua Tree, uma cidadezinha no deserto a 200 km de Los Angeles, famosa pelo parque nacional de mesmo nome.

O Museu a Céu Aberto (Outdoor Museum) fica fora do parque nacional e longe do centrinho, a uns 15 minutos de carro.

Não tem ninguém na porta para receber o visitante, apenas um gaveteiro com panfletos para explicar parte das gigantescas esculturas de ferro-velho espalhadas pelo terreno de dez acres no deserto do Mojave.

Dá para entrar em algumas obras, mas é bom ficar atento com cactos e cobras. Algumas instalações lembram miniaturas de cidades ou mesmo palácios, ainda que feitos com tampas de privada ou aspiradores, decorados com guarda-chuvas quebrados ou bicicletas de ponta-cabeça.

por fora

por dentro

As obras foram criadas por Noah Purifoy, um artista que nasceu no Alabama, em 1917, e passou seus últimos 15 anos de vida dedicado às esculturas em Joshua Tree. Morreu em 2004.

Site oficial do museu

Em Los Angeles, nos anos 60, Noah Purifoy ficou conhecido por fundar um centro para preservar a Watts Towers, estruturas feitas de ferro-velho ao longo de mais de 30 anos por um imigrante italiano chamado Simon Rodia. Hoje, o local é um dos cartões-postais de Los Angeles.

Watts Towers, em Los Angeles

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s