Meu papo com Woody Allen

Minha entrevista com Woody Allen saiu hoje na Ilustrada, da Folha de S. Paulo.

Ele fala sobre a comédia “Para Roma com Amor”, que estreia hoje no Brasil.

Gosto muito do seu trabalho, mas é preciso dizer que não consigo lembrar de ter visto um filme seu tão chato como este novo.

Há alguns momentos legais, uma ou duas sacadas geniais, mas que são repetidas à exaustão, no meio de um bando de clichés sobre Itália e relacionamentos. É como se ele tivesse se perdido em Roma em vários sentidos.

Talvez depois do estupendo “Meia-Noite em Paris”, fui esperando demais de sua aventura em Roma.

Parte 1 – link para a entrevista

Sobre Roma – “É muito estranho e exótico para mim […] Não é uma cidade coerente, você está andando e dá de cara com um muro, não tem para onde ir, tem que dar a volta. É uma cidade artística, muito diferente […] Não poderia viver na Itália. É muito ensolarado. Viveria mais facilmente em Paris ou Londres. Nova York, certamente.”

Parte 2 – link para a entrevista

“Com Roberto Benigni, fiquei surpreso. Achei que não seria capaz de acalmá-lo, que ele seria maluco, mas nada. É calmo, charmoso, intelectual. Uma ótima experiência, não esperava isso.”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s