Templos de Angkor Wat, Camboja

From March 20, 2012

Para encerrar os posts de Camboja, publico aqui a cereja do bolo de qualquer viagem ao país: os templos de Angkor Wat.

É como um Machu Picchu asiático (e isto inclui tudo de legal e chato).

Legal porque são ruínas do século 12, uma arquitetura incrível, “afrescos” cheios de detalhes, desenhos lindos (às vezes muito mais impressionantes que os sites arqueológicos do Peru).

E chato porque ninguém sabe direito o que foi, é aquele disse-que-disse, teorias que mudam a cada ano e uma turba de turistas enlouquecedora.

From March 20, 2012

Os livros-guias dizem que é pecado ficar um dia só em Siem Reap, cidade portão de entrada de Angkor Wat e outras dezenas de templos.

Nós ficamos três dias vendo ruínas sob um sol de 35 graus e, no final, estávamos esgotados. Vira tudo pedra sobre pedra, muitos locais são reconstruções recentes, quebra-cabeças gigantes.

Eu diria que, na pressa, dois dias inteiros dão conta. Dá para ver os templos que realmente valem a pena e ainda dar uma volta em Siem Reap. A cidade é como Cuzco, mas sem o charme europeu.

Tem gente que faz de bicicleta, mas sob um sol escaldante, eu não recomendo. Vá de tuk tuk!

From March 20, 2012
From March 14, 2012

Outro templo imperdível: Banteay Srei, do século 10, bem menor que Angkor Wat, mas bem mais detalhado de desenhos e esculturas.

From Mar 24, 2012
From March 20, 2012
From March 20, 2012

As escadarias dos templos vizinhos

From March 20, 2012
From March 20, 2012

Outros posts com fotos de templos:

Bayon – quantos rostos você vê?

Ruínas do Camboja

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s