A mulher de bigode

 

Natalie Portman e o ótimo “Cisne Negro” renderam bastante pra mim nas últimas semanas.

Fiz a minha primeira capa da Serafina, revista mensal da Folha, chiquérrima. Amei a foto da capa, com a atriz com o bigodão.

“A disciplina física ajudou a construir o lado emocional da personagem. Você só percebe o sentido desta vida de estilo meio monástico quando a pratica”, disse a atriz. Mais aqui (para assinantes Folha ou Uol).

E também saiu uma entrevista do diretor Darren Aronofsky na Ilustrada:

“Muitos bailarinos ficaram aliviados por se tratar, finalmente, de um filme sobre a arte do balé, e não do balé apenas como cenário para um romance”, disse o diretor, que também dirigiu “Réquiem para um Sonho” (2000) e “Pi” (1998).  Mais aqui.

Em cena de “O Profissional”, sua estreia no cinema, aos 13 ou 12 anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s