Hoje é dia de Oscar

Fazia tempo que eu não parava para estudar. Ontem, segunda, fiquei o dia inteiro debruçada em números, estatísticas e resumos de filmes.

Sim, estou falando de estudar o Oscar. Parecia que estava me preparando para uma prova de química ou história. Porcentagens, dramas, aventuras, prêmios. Deixei uns três leads prontos, pensando em algumas hipóteses. O nerd falador x o rei gago era minha aposta principal.

Também pesquisei currículos dos atores com chances de serem indicados. E testei meu computador umas quatro vezes.

É que pela primeira vez fui cobrir “in loco” o anúncio do Oscar, na sede da Academia. Eu não tinha internet móvel no lap top, então comprei uma (o jornal pagou) e testei. Às vezes funcionava, às vezes não. Outro problema: a bateria do micro morre rapidinho. Seria fácil achar um plug no meio do evento?

Preocupações assim encheram minha cabeça de minhocas por alguns dias. E tinham vários outros desafios, como mandar dois textos para o jornal até as 7h e pouco (13h em Brasília), na sequência do anúncio, que começou às 5h30.

É isso mesmo, 5h30 da matina. Acordei hoje às 4h!

A sede da Academia fica em Beverly Hills. Tudo aconteceu no teatro principal. Primeiro os jornalistas (cerca de 150, 200) esperaram no hall de entrada, com mesas, cadeiras e um café da manhã caprichado.

Lá pelas 5h foi liberada a entrada de uma parcela privilegiada e, uns 15 minutos depois, o resto. Eu estava com o resto. E assim que entrei no grande auditório, fui em busca de uma tomada. Achei uma escondida, testei a internet e o show começou.

Show é piada. Não durou nem 15 minutos. Pá-pum, 10 categorias e pronto. Depois distribuíram uma pastinha com todas as listas. Super organizados. A própria Academia faz as contas de quantas indicações cada filme levou. Também separa por filme, por catagoria, por números, uma alegria para jornalistas. 

Fui atrás de uns críticos para pegar umas aspas, todos animados, falando pelos cotovelos. Tentei falar com o presidente, mas ele estava muito ocupado com as TVs. Não tinha como esperar.

Enquanto a sala foi se esvaziando, eu continuei lá, plugada, sentada no chão, mandando textos e pentelhando o povo que os editava em São Paulo. Fui a última a sair. Literalmente enxotada do teatro. Agora é cruzar os dedos e torcer para ninguém pegar algum erro bobo.

E o que eu achei das indicações? Mais ou menos como o esperado. Ainda bem. Porque se fosse igual, não teria graça alguma, certo? Meu filme favorito é “Cisne Negro”, mas não acho que tenha chances de derrotar o rei gago e o nerd falador. Seria uma surpresa boa de se ver. 

Seguem os links para minhas matérias da Folha.com. Amanhã, terça, tem mais na Ilustrada.

Surpresas do Oscar: um espanhol, um francês e um brasileiro!

Filmes do Oscar têm datas de estreia no Brasil

Disputa entre filmes estrangeiros

Áudio – “A Rede Social” fica atrás de “O Discurso do Rei” e “Bravura Indômita”

Na quinta-feira, 15h, faço um bate-papo no UOL para falar do Oscar.

Apareçam lá, mas sem perguntas difíceis!

4 Respostas para “Hoje é dia de Oscar

  1. Tesão, hein? Também tô torcendo para o Cisne Negro, mas acho que o lobby para o filme do mané do Facebook vai ser mais forte. Parabéns!

    • Oi Pablo, bacana seu blog, curti a crítica do Bansky, o Guetta é mesmo um maluco divertido de seguir. E ótimo o link da entrevista que o Bansky deu. Imagina só o que ele deve aprontar no Oscar? Volte sempre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s