As garotas da cidade inferno

Sim, elas existem em São Paulo.

Quer dizer, estão tentando existir e criar a primeira liga de roller derby em São Paulo, as Ladies of Hell Town.

Ontem à noite eu fui a um “try out“, tipo um treino para apresentar o esporte, escolher as garotas que têm jeito, fazer uns exercícios, patinar, enfim. “Try out” é uma das inúmeras palavras em inglês do roller derby que devem ficar sem tradução. Tem ainda jammer, blocker, whip it etc etc.

São duas garotas brasileiras, de uns 30 anos, que estão organizando a liga. Elas pensam grande, são rigorosas e sabem muito do esporte. Já moraram nos EUA e estão empenhadas no projeto. Curiosamente estão as duas machucadas, sem poder treinar. E as duas têm o mesmo nome!

Adoraria poder ajudá-las nessa empreitada. Mas olha só que coincidência. Fui conhecê-las no dia em que fiquei sabendo que meu “projeto Los Angeles” vai rolar.

Foi um saudosismo desgraçado voltar a patinar assim. Quando eu tinha uns 10 anos, não tirava os patins nos finais de semana. Eu e minha prima. Minha tia, mãe da minha prima, tinha sido rainha da patinação do Corinthians. Lembro até hoje de uma foto dela, meio amarelada, de manto, coroa, cetro de rainha, e os patins brancos, quase até o joelho.

Gente, eu conto essa história para todo mundo! Começo a pensar se essa foto existe mesmo ou é viagem da minha cabeça. Vou  perguntar pra minha tia.

Bom, um pouquinho mais velha, meus pais começaram a me levar para uns clubes. Eu queria fazer patinação artística. Lembro que fomos até o Palmeiras, assistimos a um treino, foi maneiro. Mas eu não era sócia, não lembro o impedimento, não rolou.

Aborrecente, frequentava todos os sábados a Bad Wolf, em Moema. Depois parei, meu pé cresceu demais, o patins ficou apertado demais e eu não me adaptei à moda do patins inline.

E ontem, treinando numa pista de verdade, meio feiosa, mas uma pista, foi como voltar ao tempo. E fazer amizade assim aos 30 é uma coisa estranha. Eu era a mais velha. Velha aos 30? Pera, estou com 29 ainda.

Fora eu e as duas treinadoras, que me deram até uma apostila (!!), havia só quatro meninas. É preciso umas 40 para fazer um jogo de verdade. Ou seja, estamos meio longe de conseguir uma liga. Mas elas não se abalam.

Me contaram até que umas garotas da Colômbia estavam tentando montar uma liga e roubaram o logotipo paulistano. Ou seja, há um movimento, ainda que meio destrambelhado.

E por mais que eu tentasse conversar com essas garotas todas, meio por curiosidade pura, meio tentando traçar uma ponta para uma matéria, não consegui descobrir quem são. Engraçado, tirando as duas especialistas, faladoras e divertidas, as outras eram tímidas. E meio kamikases de patins. Adorei.

Uma delas, a Kil ou Quil, se trocou pra balada lá mesmo, depois que o treino acabou, uma meia-noite. E eu dei carona pra ela até o DJ Club. Gente, DJ Club! Ela mora em Mogi das Cruzes, ia de trem para São Paulo.

Vale lembrar que o roller derby é um esporte americano, criado por um maluco nos anos 30. Passou por um forte revival nos anos 70 e 80, e agora nos anos 2000. Eu já escrevi aqui sobre isso e sobre o filme “Whip It”, é só ver na tag “patins”.

Já sobre o “projeto Los Angeles”, só quero adiantar o seguinte. Para não engordar com donuts e burgers, vou visitar as L.A. Derby Dolls. Não sei se para jogar e competir, mas com certeza para treinar.

Anúncios

8 Respostas para “As garotas da cidade inferno

  1. fernanda, como andam as coisas?
    estamos organizando as coisas, o blog esta no ar (nao esta como queremos mas esta no ar hehe)

    a outra Ju foi pro canada, vai passar um tempo por la e volta no final do ano…

    nosso logotipo esta quase pronto e estamos por ai.. treinando, divulgando o roller derby e treinando mais.

    se estiver no BR aparece por la no Ibirapuera
    sextas as 20hrs e sabado as 17hrs (perto da bienal)

    os treinos de domingo estao temporariamente cancelados devido a viagem da Ju (nao tenho como carregar todo o equipamento ja que nao tenho carro).
    da uma olhada no blog, tem algumas novidades!

    bjs
    Juliana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s